sonhos

segunda-feira, abril 01, 2013






Quem nunca sonhou com alguma coisa na vida?
 Grande ou pequeno, bobo ou impossível, não importa a dimensão ou no que é baseado, sonhos são sempre importantes.
 Desde que eu era bem  pequena lembro que eu sonhava muito. Já sonhei com muitas coisas diferentes, mas geralmente meus sonhos se baseavam na arte.
 Acho que todo mundo algum dia já sonhou em ser artista, né? Ninguém nunca levou nada do que eu dizia a sério, bem, “ela é uma criança” acho que eles pensavam. Com o passar do tempo eu parei de falar com as pessoas sobre os meus sonhos por medo do que elas poderiam dizer. Depois de um pouco mais de tempo acabei desistindo.
 Joguei todas as músicas que eu escrevi fora (acho que eram quase cem), e comecei a pensar em um futuro mais possível. Faculdade e casamento.
 Casamento era uma coisa que eu sempre planejei, quando eu namorava eu achava que já estava tudo resolvido e que eu teria a vida muito romântica e perfeita. Até que o namoro acabou.
 Daí eu pensei: “caramba, e agora, o que eu vou fazer?”. Não porque estava triste (meu namoro já havia acabado de qualquer forma, de que valia sofrer?), e sim porque todos os meus planos estavam baseados nisso.
 Ok, vamos pra história de verdade:
 Quem já leu meus raros (eu sou uma péssima blogueira)  posts nesse blog maravilhoso já deve fazer ideia de que eu adoro kpop (pop sul coreano), quem me acompanha nas redes sociais também.
 Eu gosto de dançar – mas nunca fiz isso na frente de ninguém -, e por causa da vergonha, acabei perdendo o interesse. Até que eu conheci o kpop e comecei a aprender algumas coreografias involuntariamente. Sempre adorei cantar, e algumas pessoas elogiam a minha voz às vezes.
 No começo desse ano resolvi aprender realmente as coreografias, só por saber mesmo. Dançando eu me senti viva e feliz – sentimentos que eu passara quase dois anos inteiros sem sentir de verdade .
 Um dia no twitter vi que gravadoras da Coréia do Sul faziam audições globais e pensei “será que eu devo?”. A resposta veio imediatamente, então eu comecei a me preparar.
 Comecei a ensaiar e aprender coreano, até aí tudo bem. Quando eu falei pra minha família sobre isso eles disseram “para de sonhar menina, vai estudar”. Por um momento eu pensei em dar ouvidos, mas depois eu vi que não valia à pena desistir do que eu quero só porque alguém acha que eu não vou conseguir. Passei algum tempo sem ter apoio de ninguém.
 Certo dia eu comecei a falar sobre meu sonho, e meu pai tava entre as pessoas que ouviam. Depois que ele percebeu que eu realmente queria isso começou a me apoiar. Ele tá me ajudando o máximo que o seu tempo limitado permite – ele trabalha demais -, e eu estou realmente agradecida.
 Só tem uma coisa que eu preciso vencer agora: minha timidez. Mas qual é, meu sonho é maior que isso.
 Meu objetivo com esse post não é apenas contar o meu sonho. Eu quero inspirar vocês leitoras que tem um sonho á correr atrás dele. Não importa o quão improvável ele seja, ou o quão distante esteja (gente, a Coréia fica à um oceano e dois continentes de distância). E é claro, pedir que vocês torçam por mim.
 Vou esperar pra fazer a audição ano que vem porque quero me preparar um pouco antes etc etc...
 Espero que tenham gostado da minha história, que futuramente – se Deus quiser – será inspiradora pros meus fãs. E se eu conseguir realizar meu sonho, vocês vão poder dizer “poxa, eu conheci essa garota quando ela não era nem uma boa blogueira”.
 Por fim, queria recomendar uma música pra vocês: Someday – IU, é a que eu pretendo cantar na audição e fala sobre sonhar etc etc.
             Obrigada por lerem essa história enorme, e pra quem estiver torcendo por mim: que Deus te abençoe, sinceramente. Beijos da alice (péssima blogueira), futura k-idol e atual sonhadora.

You Might Also Like

0 comentários

INSTAGRAM