Londres para Sonhadores

sábado, agosto 04, 2012




Sim, Londres é tudo isso o que dizem. É uma das mais notáveis e excitantes cidades do mundo! Ela tem sempre alguma coisa diferente para oferecer a cada tipo de visitante. Uma terra de vanguarda, multicultural e com arquitetura espetacular. Tudo isso porque no século 20, a cidade foi palco de importantes transformações culturais.
Agora, algo que parece inútil, mas que será ótimo para você não se sentir completamente um patinho feio quando chegar por lá, é que Londres reúne gente de todas as idades e classes sociais.

Muitos são turistas e também imigrantes com intenção de morar por lá. Esta diversidade cultural é um dos fatores que mais tem contribuído para aumentar, dia-a-dia, a popularidade da cidade, que tem hoje 7 milhões de habitantes. A quantidade de tendas, mercados, restaurantes, parques e centros esportivos impressionam desde o primeiro momento. Londres não é uma cidade de charme imediatamente óbvio, como Praga ou Paris. Mas, para quem está disposto a dedicar tempo a explorá-la, tem muito a oferecer. Segredos profundos são perdidos em labirintos de culturas e ruas que formam a vasta, densa e intrincada metrópole


Londres pode ser antiga e enraizada no passado, com uma dúzia de museus ou monumentos para cada século de seus 2 mil anos de história, mas também é extremamente moderna e vanguardista.
Em nenhum outro lugar a vida global é mais visível. Pessoas de todo o mundo pintam e vazam por lá e, como uma vasta esponja, a capital da Inglaterra as absorve e excreta indiferentemente. O fotógrafo mais famoso da cidade é peruano, a comida mais popular é indiana, a música do momento é o reggae jamaicano.





Estrelas de Hollywood pisam nos palcos de seus teatros, e as casas de shows apresentam estrelas líderes de países distantes tão diversos como Senegal e Brasil; e todos atraem grandes públicos.
Existem tantos brasileiros em Londres que eles tem três revistas em português ainda que os londrinos não façam idéia disso. Todos em Londres são anônimos fora de seus círculos de contato; junto a isso, vestem o que querem, fazem o que têm vontade. E Londres nem nota...
DDD: 020
Hora local: + 3h

Compras

Londres também é uma cidade para você detonar seu cartão de crédito. Lá existe uma enorme oferta de produtos e serviços. É possível fazer compras em algumas das melhores lojas, como a Harrod’s e a Fortnum and Mason. Conheça também a nova Top Shop, uma loja bem diferente das tradicionais.
Se o que você procura são novidades da música, vá até a Tower Records, em Picadilly Circus, ou a uma das lojas da rede Virgin. Na Baker Street tem uma loja especializada só em artigos relacionados aos Beatles, é impossível não passar por lá. Em Charing Cross Road ficam as boas livrarias.


Se faltou tempo e as suas compras ficaram só para os fins-de-semana, corra até os mercados de rua, como o de Portobello, em Notting Hill. Em Candem Town, além de fazer boas compras, você pode ter a oportunidade de ver alguns punks que fazem do local seu ponto de encontro aos domingos. Sim, é praticamente um circo ao céu aberto.
Apesar de Londres ser considerada o paraíso das vendas, as coisas são bem caras. Normalmente, a cidade tem dois períodos de liquidação: Janeiro e Julho (aproveite!). Mas cuidado, porque a Libra não é Real, e apesar da pontualidade inglesa, você pode voltar mais cedo para o Brasil, pior, sem dinheiro.

Se você considerar que o cachecol mais barato da Burberry custa por volta de £ 150 e que um sabonete Lush, dos pequenos, é vendido por uns £ 3, concluirá facilmente que, exceto para os brasileiros “dazelite”, fazer compras em Londres é um esporte a ser praticado com cautela e parcimônia.



 O QUE COMPRAR? Produtos britânicos, que tenham qualidade inquestionável e sejam de fato desejados e úteis. E suvenires baratinhos (claro hahaha).

 Fuja de artigos estrangeiros. Por mais atraente que seja a loja da Apple na Regent Street, não é lugar para você comprar seu novo iPod (norte-americano), assim como a Harrods não é local para adquirir seu perfume Aqua di Parma (italiano). A não ser que esteja disposto a pagar muito mais do que faria em outros países!



 Os ingleses são conhecidos pela excelência de seus tecidos e roupas. Nas boas lojas, claro. Quem puder comprar um bom terno, um pulôver de cashmere, uma saia kilt de lã ou um corte de fazenda não vai se arrepender – e possivelmente terá a peça para o resto da vida. 

 Marcas britânicas de perfumes e cosméticos, das tradicionais como a Penhaligons às modernas e ecologicamente corretas como a Lush, também oferecem produtos tentadores.
 Livros, CDs e vinis (LPs) novos ou usados também são itens a se adquirir em Londres que, aliás, é uma cidade ativa no comércio de tudo quanto é artigo antigo, raro, de segunda mão e, como se usa dizer, vintage. Mercados “das pulgas”, antiquários, brechós e outras lojas especializadas, que existem em profusão, fazem a festa dos colecionadores e do público alternativo.

 Em Londres, o comércio em geral abre de segunda-feira a sábado durante todo o dia. Muitas lojas, sobretudo as de departamento e aquelas que funcionam em locais de maior movimento, também abrem aos domingos.

Passeios

Longe das baladas, mas perto dentro dos pontos turísticos, vale dar uma passada pela London Eye. De lá, você terá uma visão de até 40Km (pois é, Londres te leva para as alturas, sim) de uma das 32 cabines fechadas e envidraçadas da roda gigante. O que mais chama atenção é a vista do Rio Tâmisa e do Big Ben. Os ingressos custam £12,50.

Pronto! Chegamos ao maior símbolo de Londres: o Big Ben. Será que foi isso que tornou os ingleses tão rígidos com os horários? Bom, isso não interessa, mas vale ficar esperto com os compromissos, lá a pontualidade britânica vale sim. Bem ao lado do Big Ben fica a Abadia de Westminste, o lugar onde os monarcas são coroados e enterrados desde o século XI. No mesmo caminho está a Tower Bridge Exhibition, uma ponte do século XIX que cruza o Rio Tâmisa.







Vista de cima da London Eye

Como um pouquinho mais de cultura não faz mal para ninguém, dê uma passada pela Tower of London, um castelo que foi palco de prisões e decapitações de nobres, reis e rainhas. Hoje, guarda as jóias da Coroa Britânica, que podem ser vistas pelos visitantes. Aproveite o embalo histórico e vá também ao Palácio de Buckingham, a residência oficial da rainha Elizabeth II. Esse palácio tem mais histórias para contar do que o Tom Hanks no clássico Forrest Gump.






Outro passeio que vale a pena é o Hyde Park, principalmente aos domingos, passando pela Speak Corner. Lá, palanques são armados e abertos para quem quiser discursar ou defender alguma causa. Pode preparar o seu texto, porque lá vale subir e falar o que pensa. É o Parque do Ibirapuera, nas devidas proporções, legal né? Outra visita bem legal de  se fazer é visitar o museu de Sherlock Holmes, é super fotográfico e histórico. Bem acho que deu pelo menos pra saber um pouco mais sobre londres, ou se apaixonar mais ainda pela cidade <3

  
Até mais gente!

You Might Also Like

3 comentários

  1. Nossa eu adoro Londres, é um dos lugares mais bonitos na minha opinião ! London Eye & Big Ben , são tipo ... os lugares né !?


    http://www.blogparasersincero.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Acho a cidade incrível, cheia de magia. Sonho em ir pra lá e quem sabe até morar.

    Beijundas,@paulafonseeca!
    http://sonhadorablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. É um sonho conhecer essa cidade! Muita linda, com vários pontos históricos. O que mais quero visitar, além das lojas (claro!) é o London Eye e o Museu do Sherlock Holmes :)
    beijinhos
    semacordes.blogspot.com

    ResponderExcluir

INSTAGRAM